quinta-feira, 24 de julho de 2008

Mágoa

O primeiro pensamento que tenho quando acordo foi de ter perdido o meu bebé...pensamento este que se prolonga durante o dia.
Já chorei muito e desesperei, acho que agora estou mais conformada mas, está sempre no meu pensamento, no meu dia a dia, em todos os movimentos que faço, para onde vou, para onde olho, o que vejo, o que respiro lembro-me do nosso filho.
Todos os dias é um logo dia, é uma longa conquista recuperar a alegria, a vontade de fazer isto e aquilo, ir aqui e ali. Se oiço uma música mais sentida choro, um filme mais comovente choro, choro por coisas tão simples mas que me tocam tanto cá dentro.
Tento encontrar porquês em tudo, se fiz isto ou aquilo que não devia.
O meu grande medo é se volto a estar tanto tempo sem conseguir engravidar...este pensamento assombra-me.
Quero muito, muito que estes 4 meses passem rápido para ir á luta de novo, que ansiedade, custa tanto. Tenho tanta força para animar os outros e para mim não...
Agora tenho que viver um dia de cada vez e espero que cada dia que passe eu consiga recuperar a força de outrora.

35 comentários:

Miranda disse...

Angel,

Não consigo imaginar a dor que está sentido amiga, mas continue forte no seu caminho, apoie em seus amigos que logo logo esta ferida estará curada, porém a cicatriz estará sempre contigo, e precisa aprender a viver com ela.


Fique com Deus e estarei sempre aqui aguardando noticias.

Beijocas


Mirada

Paula Santos disse...

Infelizmente sei bem o que sentes amiga também passei pelo mesmo, é uma dor que nunca se esquece, mas com o tempo vai diminuindo.
Mas agora agora há que recuperar forças para depois voltar à luta.
Beijinhos cheios de miminhos

filipa disse...

Minha querida Angel,

Sei que a tua dor é muito forte. O que te aconteceu, é sempre algo inesperado, e acarreta uma serie de sentimentos. Surgem muitas interrogações, muitos porquês, muita tristeza e frustração. De uma certa forma temos sempre tendência para nos culpabilizar-mos, mas não o deveriamos fazer. Infelizmente acontece com muita frequência, sem que nós o possamos evitar!! Deves tentar (eu sei que é muito dificil) manter a calma e a esperança, pois essa tristeza em nada te ajudará. Pensa que depois da tempestade, vem a bonança ... eu, por exemplo, após um aborto retido de 8 semanas fui presenteada com duas fantásticas crianças!! Tu também vais conseguir. Acredita .. não desanimes, não podes fazer deste triste episódio ... o fim do mundo!! Tens de ser positiva ... vais ver que com muita fé e muitos pensamentos positivos, num tarda aqui estarás a dar-nos uma boa notícia!!!

Força amiga ... tu vais conseguir!!

Um grande beijinho e um abraço muito apertadinho para ti!!!

Kitty disse...

Coragem, amiga!
Beijinho especial cheio de mimo

Clara disse...

É algo que demora a desaparecer, se é que desaparece, vai é ficando guardado lá num canto e a cada passo, vem à tona.

É preciso saber viver com tudo que nos vai acontecendo... claro que não é fácil, mas temos sempre de contornar os obstáculos.

Um abraço. Sabes que estou sempre deste lado.

Vânia disse...

Eu sei o que custa e o que estas a passar.....Mas tens mesmo que tentar andar em frente...Agarra-te ao facto de queres voltar a engravidar, e não vias querer estar triste....

um beijinhos muito grande para ti e muita força.

Maria Pereira disse...

Sem duvida que não é nada fácil a situação que estás a passar. Tb eu perdi um bebé às 7 semanas e por muito que se tente, esse facto está muito presente no nosso pensamento. A pouco e pouco vamos recuperando, vamos avançando com a nossa vida e o que mais te desejo é que consigas rapidamente realizar o teu sonho de seres mamã.

Sabes que estou a concorrer a um concurso na net com o meu blog? É no site www.superbock.pt e se puderes, passa por lá e vota no meu blog.

Mil beijocas e muita força

Babisonho disse...

Angel, sei perfeitamente o que estás a sentir, mas pensa que Deus sabe o que faz, e que foi melhor assim, apesar de não sentires isso agora.
Eu perdi 2 filhos com 11 semanas, e 6 semanas, e doeu muito.
Quando fui a consulta pós aborto, o médico disse-me uma coisa que me chocou muito, mas que agora percebo.
Ele disse "felizmene o seu organismo detectou uma grande falha na concepção do embrião, e provocou o aborto".
Fiquei chocada, mas agora sei que foi melhor assim, imagino se a o meu organismo nao tivesse detectado a falha, e eu tivesse abortado com mais semanas, ou se tivesse um parto e depois morresse por alguma anomlia.
Se o aborto ocorreu, é poque alguma coisa náo estava bem.
Chora, revolta-te , deita tudo cá para fora, e Deus vai te dar força para continuar nessa luta, em breve estaras grávida, e terás o teu filho saudavel nos braços.
Beijos do fundo do coração.

*Anita* disse...

Tu vais conseguir amiga, tu és forte. A vontade que mostras em que estes quatro meses passem rapido, demonstra a tua vontade de voltar a arregaçar as mangas e ires á luta. Vive um dia de cada vez. Pensa talvez que teve que ser assim porque poderia alguma coisa nao estar certo... Que a natrueza agiu e lá teve a sua razão... Imagino a tua dor pq um dia só de olhar para a barriga e achar que ela estava na mesma, tive medo que o meu bébé tivesse parado... Chorei baba e ranho... Tive que me acalmar, por isso dá para ter uma pequenina ideia da tua dor. Tu és forte amiga e eu acredito que não houve nada que tu tenhas feito de errado. Era o que tinha de ser e só Deus sabe a razão... Com o tempo e com a tua força, vais cOnseguir diminuir a tua dôr. O teu bébé é agora um anjo que olha por voces e que da forças para que voltes a conseguir concretizar o teu sonho. Muito beijos com muito carinho.

*Anita* disse...

Amiga, vou deixar-te aqui uma historia que é muito linda :) Espero que te dê todos os dias, um pouco da força que precisas para voltares á luta..
Não sei se conheces, eu adoro.




Pegadas na areia

Uma noite eu tive um sonho. . .

Sonhei que andava a passear na praia com o Senhor e,
no firmamento, passavam cenas da minha vida ...
Após cada cena que passava, percebi que ficavam dois pares de pegadas
na areia : um era o meu e o outro era do Senhor.
Quando a ultima cena da minha vida passou diante de nós,
olhei para trás, para as pegadas na areia,
e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida,
havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos momentos mais dificieis
e angustiosos do meu viver.
Isso aborreceu-me deveras e perguntei então ao Senhor:

- Senhor, Tu disseste-me que uma vez que resolvi
seguir-te, Tu andarias sempre comigo,
em todos os caminhos. Contudo, notei que
durante as maiores atribulações do meu viver, havia apenas um par
de pegadas na areia. Não compreendo porque é que
nas horas em que eu mais necessitava de Ti,
Tu deixaste-me sozinho.

O Senhor respondeu-me:

- Meu querido filho, jamais de deixaria nas horas
da prova e do sofrimento. Quando viste, na areia, apenas
um par de pegadas, eram as minhas.
Foi exactamente aí que peguei em ti ao colo.

Camy disse...

Querida, o tempo é o melhor conselheiro.
Não apaga a dor mas diminui.
Chora, faz o teu luto e verás que em breve terás força para lutar.
Beijos
Camy

eu mesma! disse...

Eu já falei contigo... princesa... e o tempo é do melhor para atenuar... Tem de haver força, coragem e isso tu tens ... Um beijinho bem grande e um abraço apertado

Anuska disse...

Querida amiga, vais conseguir ultrapassar esta fase, que é muito dura, mas que tb te provou que és capaz de engravidar - isso já é uma esperança! Muitas beijocas e tudo de bom para ti!Força!

Mara disse...

Não tenho ideia da tua dor. Mas espero do fundo do coração que em breve recuperes a força para continuar a lutar.
Bj grande e animo.

*Anita* disse...

Sempre que eu leio esta historia, nem que sejam mil vezes, vêm sempre as lagrimas ao olhos... por ser linda mas principalmente por sentir que dentro de nós temos sempre uma força maior que aquela que pensamos existir... E que na nossa vida tem sempre uma "ajuda" que não sabemos de onde vem, como veio, mas sentimos uma "mãozinha". Falei-te desta historia para não te sentires sozinha. Para saberes que há uma força, além da tua, que te vai ajudar a erguer. Confia e acredita nisso :) Já passei muita coisa nesta vida amiga, e posso-te dizer que muitas vezes eu senti essa mão. Senti esse amparo. Senti um empurrão para ir para ali em vez de ir para o outro lado :) e realmente fui para o lado certo. Tem coisas na nossa vida que acontecem de muito ruim, que pensamos ser culpa nossa, ou porque a vida não quer nada connosco, que nunca seremos felizes, mas lembra-te sempre que tudo acontece por uma razão... Até podemos vir a descobrir essa razão muito tempo depois... E nem que a razão seja crescermos e tornarmo-nos mais fortes ;) A natureza agiu. Pensa que se assim fez, era porque era o melhor :) já sabes que consegues engravidar. e pensa que este acontecimento foi unico. Nao tenhas medo de lutar com medo de voltares a perder . Tb abortei uma vez, e no mes logo a seguir engravidei. Tenho receio, claro, que aconteça algum mal. Mas acima de tudo sou positiva e acredito que tudo vai correr bem :) E está a correr. Vivo um dia de cada vez. Acredito na força do meu bebe... Tu vais voltar a egravidar, eu acredito. E o teu bebe vai vingar :) Nunca mais esquecemos a outra estrelinha, mas acreditamos que ela está lá em cima a torcer pela nossa felicidade :) Desculpa o testamento :) Um beijo cheio de carinho :)

Drikas disse...

Querida,
tens mesmo que chorar muito, chora tudo o que te apetecer, porque as lágrimas lavam-nos a alma e ajudam-nos no luto que precisamos fazer. Vais ver que um dia acordas a sentir-te muito melhor, e antes do que esperas terás de novo uma grande noticia. Tenho uma prima que andou 1 ano a tentar engravidar do 2º filho, quando conseguiu ficou radiante, correu tudo bem até aos 6 meses. Na eco dos 6 meses, a médica detectou uma má formação grave no feto, foi um choque para todos. Mas ela agarrou no marido e foram imediatamente a Espanha fazer um aborto. Nunca ninguem soube o que viram na ecografia, mas deves imaginar aos 6 meses, já com muitas coisinhas prontas, a dor deve ser imensa. Só te estou a contar esta história, para te dizer que infelizmente, nem sempre corre bem, mas apesar de tudo, é preferivel que o corpo detecte o mais cedo possivel. Tem, força miga. E acredita que vamos as duas conseguir caçar a nossa cegonha gordinha. Bjokinhas muito grandes

Carla disse...

minha doce Angel,

a vida prega-nos rasteiras e põe-nos constantemente à prova...
Tudo aquilo que sentes são sintomas de depressão tipicos quando perdemos algo irreversivelmente. Apesar da angustia, do vazio e da dor, tu vais conseguindo reagir e tentas projectar planos futuros, o que é muito bom. Agora esse teu luto tem de ser feito para que possas seguir em frente.
Muita força e se precisares de algo, conta comigo.
abraço apertadinho
Carla

Isa disse...

Como eu te compreendo!!
Na passada quinta-feira descobri que o coraçãozinho do meu bebé não batia... estava grávida de nove semanas e 4 dias! No dia seguinte fiquei internada no hospital. Ainda é tudo tão recente que qualquer palavra, qualquer som, qualquer imagem que eu veja me relembra a situação que eu vivi...
Mas temos de ser fortes, seguir em frente, eu sei que custa!! Como sei... Mas o meu sonho de ser mãe é cada vez mais forte, apesar dos medos e receios que esta gravidez me trouxe...
É preciso ser forte!!
Beijo enorme

filipa disse...

Olá Angel,

hoje venho cá especialmente para te dar conhecimento qu inesperadamente privatizei o Blog, pelo que, se quiseres continuar a dar-nos a alegria da tua presença, agradecia que me enviasses um e-mail (filipagalvao@hotmail.com) com a indicação do e-mail com o qual pretendes aceder.

Um grande beijinho para ti!!

Ceres disse...

Oh, Amiga, vais ver que tudo vai voltar ao normal... o tempo cura as feridas e ajuda a que as más recordações se tornem só em ensinamentos para a vida.

Vais ultrapassar isto! Não baixes os braços, não dês parte fraca!

Olha, eu hoje criei coragem e fui à MAC. Talvez vá fazer lá um ttt... Há que seguir em frente!

Susana Pina disse...

Amiga é legítimo sentires-te assim. Estás a fazer o luto e todas as pessoas têm o seu tempo para o fazer. Chora tudo o que te apetecer, eu assim o faço, e quando estou mais sozinha procuro aliviar a minha dor nesa solidão, sem que ninguém me oiça ou veja e depois sinto-me aliviada. Mas quando perdi as minhas filhas estive assim como tu 2 longos mêses, e digo-te que foi necessário deixarem-me chorar, deixarem-me isolar-me para conseguir superar a minha dor, dor essa que nunca deixa de existir, mas que fica um pouco atenuada aqui no nosso coração. Hoje sinto muitas saudades, ai! as saudades das minhas meninas...
Força amiga, leva o tempo que fou necessário e não te prives de chorar, nunca.
Um dia seremos recompensadas, tem que ser assim, senão a vida não faz sentido.
Um bj grande
susana

Drikas disse...

Olá minha linda,

Comprei os testes no e-bay, da marca early-pregnancy-tests, por indicação da Ana (a encomenda de Paris), ainda não sei bem como funcionam, mas pelo que li não me parece complicado. Tens que saber quantos dias demora o teu ciclo, nas instruções vem uma tabela, que consegues imediatamente perceber em que dia "supostamente" estás a ovular e fazes os testes de ovulação nos 5 dias seguintes até dar positivo, quando der positivo tens que "trabalhar" muito nas proximas 24 a 48 horas. No meu caso, o meu ciclo é de 34 dias, pela tabela a minha ovulação é a partir do 17º dia a contar do 1ºdia da ultima menstruação. Sou muito trabalhona com estas coisas, vamos lá ver se consigo não estragar os testes todos logo no 1º mes :)
Para calcular a duração do meu ciclo tenho usado este site:

http://boasaude.uol.com.br/tools/ovcal.cfm

Para comprares os testes mete este link:

http://health-beauty.listings.ebay.com/Family-Planning_Ovulation-Kits_W0QQdfspZ32QQfromZR4QQsacatZ30118QQsocmdZListingItemList


Bjokas

Eu... disse...

Amiga linda, nem imagino a tua grande dor, só te quero dizer que estou aqui sempre e que um dia vais ter o teu bebé nos braços, a mágoa fica sempre, mas um dia vais tornar a sorrir, tenho a certeza!

Um grande abraço e um beijinho muito grande!

E S disse...

MAC = Maternidade Alfredo da Costa :)

Ana Sofia disse...

Ola!

So posso dizer k sinto muito a tua perda, e agradecer as tuas palavras no meu blog...

Que o futuro sorria as duas!

Beijo e muita força.

Ana

filipa disse...

Olá Angel,

Passei para tentar saber como estavas e para te deixar um beijinho!!!

Cris disse...

Olá Angel,
Cheguei aqui através do blog da Ceres.
Infelizmente perdeste o teu bebé - tenho muita pena :-(
Não conheço a tua história, não sei há quanto tempo esperas por essa benção que é ter um filho nos braços.
Eu andei 3 anos em tratamentos, foi muito duro psicologicamente, mas graças a Deus, consegui e hoje tenho a minha riqueza que já vai a caminho dos 3 anos.
Queria, por isso, deixar-te uma palavra de alento, pensa que é possível! Pensa que naquela percentagem ínfima de sucessos, o teu pode, perfeitamente, ser um deles.
Muita força, faço votos para que o teu sonho se concretize - nenhuma mulher que tanto deseja um filho deveria ter que passar por isto... mas é o que Deus escolheu para nós e é Ele quem nos dá força para lutar e continuar a buscar o nosso sonho.
ACREDITA!
Beijinhos.
Cris
crisoliveira75@gmail.com

Nykita disse...

Amiga as lágrimas caíram-me ao ler as tuas palvras...
HÁ feridas k custam a sarar e depois mesmo de sararem deixam cicatrizes ás x bem profundas , mas acredita k deus te irá recompensar , tens k recuperar forças para voltar á luta.

beijinhos xeios de miminho e um xi bem apertadinho

Sofia e Pedro disse...

Olá querida Angel, espero que o tempo se dedique a apagar a tua mágoa, pelo menos a maior parte, porque perder um filho deve ser aterrador. Estamos contigo na nova etapa da tua vida que iniciarás dentro em breve, com uma nova estrelinha!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

S. Rosita disse...

Amiga Angel,

Gostaria de te deixar aqui uma mensagem muito bonita e cheia de apoio, mas fiquei sem palavras e muito triste ao ler este post...

Deixo-te apenas com um beijinho e NUNCA PERCAS A ESPERANÇA

Rosita

Susana Pina disse...

Querida Angel, aqui tens o meu email: pinasusana@sapo.pt
Um grandeeeeee bj para ti cheio de força para ires superando os teus dias. O meu fds que passou também não foi fácil, mas são fases, datas e locais que nos fazem lembrar mais os filhos que perdemos.
Susana

Ceres disse...

Antes de ir de férias, venho deixar-te um kiss grande!

Ana disse...

(ia escrever-te quando a Drikas falou de ti no seu blog, mas depois passou-me e o tempo foi passando...)

Apesar da minha situação de base ser diferente da tua podes ver que engravidei no ciclo seguinte à perda do ovinho. Ainda não sei nada mais, mas só isso já me deixou muito mais positiva; como o facto de teres engravidado também te deve deixar.

Vais ver que, agora que apanhaste o jeito, vai ser muito mais simples!! :)

Esperança!!!

(e obrigada pelas visitas)

filipa disse...

Olá Angel,

Passei para saber se já havia mais notícias tuas. Espero que esta fase dificil por que passa, te encha de força para não desistires e lutares para atingires a tão desejada estrelinha!!

Um grande beijinho para ti

Praia disse...

Passei par te deixar um beijo grande e saber novidades tuas.
Beijinhosssss